Arquivo de fevereiro, 2010

Esse final de semana li uma matéria muito bacana sobre a rotina de um dia na vida de 5 presidentes de grandes empresas. Dessa leitura tiro algumas lições que repasso aos amigos:

Todos os presidentes  citados na matéria incluem em sua rotina algumas horas de atividade física, por semana, como corrida ou academia para manter a saúde, agüentar o seu ritmo diário e ter pique para seus desafios e jornadas de trabalho.

Aprender na pratica. Os melhores gestores não nascem numa sala de MBA, por que não dá para ensinar gestão na escola. O MBA convencional faz um bom trabalho ao ensinar as funções de negócios, mas pouco para aprimorar a prática da gestão.

Contato.Todos eles tem em suas rotinas contatos verbais com diretores e colaboradores em geral andando pela empresa e pelos andares.

Todas as suas conversas com os colaboradores são rápidas e geralmente conclusivas.

Todos são extremamente objetivos em suas reuniões, controlam o tempo e são muito focados.

Todos tem suas agendas muito bem planejadas por suas secretárias e seguem a risca os horários.

Gestores monitoram o ambiente e sabem tudo o que se passa ao redor – se fizerem seu trabalho direito.

O desenvolvimento gerencial tem de ser uma questão de compromisso: com o trabalho, as pessoas e o propósito, mas também com a organização e as comunidades.

A liderança é conquistada e aprendida, nunca vem de bandeja.

Gestores passam uma boa parte do tempo ajudando a extrair de quem se reporta a eles um comportamento mais eficaz: motivando, apoiando, dando poder.  No papel de lideres, ajudam a liberar a energia que existe nas pessoas.

Gestores tem de afiar sua capacidade de refletir, precisam encontrar tempo para dar um passo atrás quando necessário. Reflexão sem ação pode ser passiva, mas ação sem reflexão pode ser imprudência. Grandes atletas vêem o jogo um pouco mais devagar que os outros jogadores e, então, são capazes de fazer uma jogada de ultimo segundo.

Executivos gastam em média 40% de seu tempo simplesmente se comunicando, mais precisamente, coletando e disseminando informação.

Para completar,  segue uma dica de um livro mencionado no artigo chamado Managing – Desvendando o dia a dia da gestão. De Henry Mintzberg, que será lançado neste mês no Brasil, pela editora Bookman. O Guru Henry Mintzberg  durante cinco anos, acompanhou presidentes de empresas, banqueiros, produtores de cinema, varejistas e funcionários públicos para ver de perto como trabalham e o que é possível aprender com rotinas tão diferentes.  Acredito que deve ser uma fantástica leitura e aprendizado.

Boa semana a todos !

Que são 5 minutos?

Pode ser o tempo que você leva para ficar entediado numa fila.

Ou impaciente num congestionamento.

Mas pode ser o tempo a investir em alguma coisa útil.

E 7 vezes 5 minutos? E 30 vezes 5 minutos? Que tal 360 vezes 5 minutos?

Aí vão algumas idéias do que se pode fazer com tantos 5 minutos:

5 minutos mesmo!

– pegar seus e-mails

– de manhã, rever seus objetivos

– antes de dormir, rever o que avançou nos objetivos

– antes de dormir, meditar para desligar-se

– anotar aquelas idéias que você vem ruminando

– preparar a agenda do dia

– olhar a agenda e definir prioridades para o dia

– pregar um botão

– competir com colegas para ver quem acha mais coisas que se pode fazer em cinco minutos

– fazer um exercício de respiração profunda

– fazer backup dos seus arquivos de trabalho

– fazer uma pausa para descansar

– revisar sua bolsa ou pasta e jogar fora o desnecessário

– varrer um quarto

– fazer absolutamente nada!

– ao acordar, fazer alongamentos para ficar mais desperto (não saia da cama sem eles)

– relembrar fatos relevantes do dia

– observar seu corpo e relaxar pontos tensos (como estão seus ombros?)

– pensar em algo para se fazer em 5 minutos

– ler os artigos mais importantes daquela revista

– planejar um passeio para o fim de semana

– redigir uma carta ou um relatório

– procurar novas formas de melhorar seu namoro ou casamento

– 5 minutos diários, por um mês (2h30m)

– fazer 30 vezes qualquer coisa que se pode fazer em 5 minutos

– aprender a operar um computador

– aprender o básico de um processador de textos ou planilha

– ler um livro pequeno

– ler uma revista

– limpar os livros e organizar a estante

– 5 minutos diários, por um ano (30 horas!)

– fazer 360 vezes…

– aprender a dirigir carros

– aprender a andar de bicicleta

– ler vários livros

– desenvolver-se em cantar

– aprender digitação

– pintar um quadro

– praticar aquela habilidade mental ou motora que você decidiu desenvolver até o nível de fazer sem precisar pensar

Decida o que vai fazer e bom proveito! Boa semana!

Texto de Virgílio Vasconcelos Vilela