Na Crise, vamos valorizar o relacionamento…

Publicado: abril 11, 2009 em Crise Mundial

Li um artigo muito interessante, que vale a pena compartilhar, ele diz respeito a crise, vou tentar resumir um pouco:
“Crise, parece que o mundo esta desmoronando, para onde olhamos vemos noticias de demissões, bilhoes de dolares para salvar bancos e empresas, um verdadeiro caos, será que é o final dos tempos? Será que o presidente Obama conseguirá salvar o mundo do momento derradeiro? Será que estamos vivendo uma profunda transformação da humanidade, finalmente a entrada de uma nova era? Muitos dizem que o mundo não será mais o mesmo depois da crise. Empresas por medo, deixam de comprar, deixam de investir, há um temor da perda de emprego e em consequencia a crise aumenta. Economistas e executivos de grandes organizações profetizam que ” crise aumentará e muito”. Apesar de todos esses cenários sombrios, percebe-se que ainda há soluções. Em uma outra reportagem publicada , o Presidente de uma empresa, em função de resultados obtidos pela mesma no inicio deste ano, reuniu seus executivos e os proibiu de falar em crise. Para ele ” crise ” é igual a muleta e tem sido muito usada como desculpa para não atingir as metas. O que esse executivo prega é a mudança de foco da crise para a OPORTUNIDADE. Nós brasileiros, somos preparados e experientes para sair de crises, já os americanos, europeus e asiáticos, por não term tido crises há muito tempo, não sabem como lidar com elas.
Esta nova crise, seguramente testará a capacidade das empresas, seus sistemas de gestão, valores, forma de lidar com o mercado, estratégias e visão sobre o cliente.
O cliente é a razão da existencia das empresas, e todas as empresas estão ou deveriam estar voltadas para eles, desde o mais simples comercio ou serviço até as organizações mais sofisticadas tem o mesmo objetivo, atender as necessidades do cliente. Necessidades todos temos e podemos adiar uma ou outra, mas não todas , e assim sendo continuaremos a consumir, até mesmo o que é considerado supérfluo. Para tal as empresas precisam desenvolver novas estratégias para atuar em um cenário econômico que será muito diferente daqui pra frente, um cenário de consumo muito mais consciente, talvez haja um limite para o consumo, o que antes parecia não haver. Se considerarmos as questões ambientais, sustentabilidade, recursos naturais, a equação torna-se ainda mais complexa.
Até que um produto chegue nas mão de um consumidor, há uma cadeia formada por fornecedores, transformadores, transportadores, prestadores de serviços e revendedores dos mais diferentes tipos e tamanhos e há diferentes formas de relacionamento entre as empresas. Há empresas que olham apenas para o seu lucro, de forma predatória, há empresas que já mudaram a postura e atuam na construção de uma rede de parceiros, com relações de confiança.Muitas dessas empresas já perceberam que a sua atuação influencia na ação dos demais agentes, o que facilita o acesso ao consumidor e ao produto.
Até mesmo os concorrentes podem agir de forma diferente, menos predatória, que ajude a preservar os mercados nos quais atuam e assim beneficiar o consumidor.
Os desafios foram lançados, não podemos mais esperar que nos salvem. Temos todos que arregaçar as mangas e entrarmos juntos nessa briga.”

Anúncios
comentários
  1. Fabio
    Gostei muito do seu blog é para pessoas inteligentes descontraídas e atualisadas . Partindo de você só podia
    ser muito legal . Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s